quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Puro Aço (2011)

Puro Aço (título original: Real Steel


Num futuro próximo, o boxe é substituído por outro desporto similar, Boxe entre Robôs, controlados por operadores humanos. Charlie Kenton (Hugh Jackman), um antigo lutador de boxe que está a tentar sobreviver no meio deste novo desporto, está sem dinheiro, sem robôs, sem capacidade para reagir aos sucessivos insucessos. Quando é abordado por dois oficiais de justiça pensa, inicialmente, que é alguém a tentar cobrar-lhe uma das muitas dívidas mas, infelizmente, trazem-lhe a notícia da morte de uma antiga namorada, da qual teve um filho, Max, há 11 anos atrás. Pensando que ia apenas assinar alguns papeis, cumprindo o formalismo necessário para entregar a custódia do filho à irmã da e-namorada, resolve "lucrar" com a situação. Charlie pede dinheiro ao marido da tia de Max para ceder a custódia e, fica com Max durante o verão.

O filme alcança, a partir daqui, uma dimensão diferente. A inicial indiferença de Charlie pelo filho vai-se alterando à medida que os dois alcançam o sucesso com um Robô encontrado na sucato que Max adaptou e melhorou. Apesar da relação pai-filho crescer, Charlie ao ser atacado por alguém a quem devia dinheiro, tem consciência que o seu estilo de vida não é adequado para o filho e, terá que cumprir a sua parte do acordo e entregar Max à tia e ao seu marido rico.

Um excelente filme que, na minha opinião, consegue ser um pouco mais que o Block Buster típico de Hollywood.

Sem comentários: